Acessibilidade Contraste

Notícias

Pacto Lajeado pela Paz

Cinco novas turmas de Facilitadores da Paz recebem certificados de formatura na Univates

30/11/2022

Créditos: Laura Mallmann

Compartilhe:

O programa Pacto Lajeado pela Paz formou cerca de 100 novos facilitadores da paz, nesta quarta-feira, 30/11, em cerimônia na Univates. Os facilitadores agora estão aptos a contribuir para a disseminação da cultura de paz no município utilizando a metodologia dos Círculos de Construção de Paz da Justiça Restaurativa. As turmas eram formadas por funcionários da Univates que atuam na área da saúde, reitoria e docentes.

 

A formatura foi realizada no auditório do prédio 7 da Univates e contou com a presença de autoridades, como a Vice-Prefeita Gláucia Schumacher, o secretário de Segurança Pública e coordenador do eixo de aplicação da Lei do Pacto Lajeado pela Paz, Paulo Locatelli, a coordenadora do Pacto Lajeado pela Paz, Tânia Rodrigues, a reitora da Univates, Evania Schneider, e o Promotor de Justiça, Sérgio da Fonseca Diefenbach.

 

- A formatura é uma consagração desse programa, onde nós nos unimos e aceitamos o desafio de falar sobre a justiça restaurativa e nossas relações. Descobrimos que podemos olhar de forma diferente para os outros e também para os nossos próprios julgamentos. Temos uma tendência a julgar, tanto em relação a crimes quanto em nossas relações no dia a dia. Ficamos felizes em formar tantas pessoas nos círculos, sabendo que foi um momento de reflexão e autoconhecimento – ressalta a reitora da Univates, Evania Schneider.

 

Antes da entrega dos certificados ocorreu a palestra “Práticas Restaurativas – Um Olhar Neurocientífico”, com o professor PhD, pesquisador e consultor na área de Neurociência do Comportamento e da Aprendizagem, Guilherme Nogueira. Ele abordou contribuições da neurociência na compreensão de mudanças comportamentais.

 

- Toda vez que se aprende algo novo, se formam novas proteínas no cérebro. Se isso gera alguma recompensa pela minha ação, cada vez fica mais difícil tirar aquele ato das pessoas. E isso pode ser atribuído ao crime, ao vício, entre outras escolhas do nosso cotidiano. Estruturação de comportamento, como nossos hábitos, não é algo abstrato. Tudo isso é formado a partir das nossas ações – explica Nogueira.

 

Após a palestra, os representares dos grupos de facilitadores receberam os certificados de conclusão do curso.

 

- A formatura dos Facilitadores da Paz na Univates é muito importante para o nosso programa. É no ambiente de trabalho que devemos nos sentir pertencentes e acolhidos. Por isso, os círculos são tão importantes para compreender o outro. A metodologia dos círculos no ambiente de trabalho cria um espaço para expor vulnerabilidades sem julgamento, fortalecendo a equipe – ressalta a coordenadora do Pacto Lajeado pela Paz, Tânia Rodrigues.

 

Participação

 

A professora dos cursos técnicos da Univates, Maria Bernadete Kranz, foi uma das facilitadoras formadas na cerimônia.

 

- Foi uma experiência única e especial que nos ensinou sobre a empatia, a escuta, o não julgamento ao outro. Tudo isso foi possível vivenciar durante os círculos de formação. Nosso grupo foi muito intenso com o tratamento das emoções. O curso me inspira para muitos processos e já aplico nas minhas aulas – ressalta a professora Maria.

 

 

Texto e fotos: Laura Mallmann

Compartilhe:

de

4

Leia notícias relacionadas