Acessibilidade Contraste

Dengue em Lajeado

Acompanhe aqui a situação e a evolução do surto de dengue em Lajeado. Esta página é atualizada pela área de Comunicação da Prefeitura de Lajeado. Se você tem alguma dúvida ou gostaria de ter algum esclarecimento, envie um e-mail com sua sugestão para gap.imprensa@lajeado.rs.gov.br.

 

Número de casos no município (em 25/10/2022, dados acumulados desde o início do ano):

- Casos positivos: 3.990

- Casos negativos: 258

- Casos em análise: 8

- Óbitos: 5

Total de casos notificados: 4.256

 

Óbitos pela doença no município

1) 29/03/2022 - Mulher de 65 anos (município notificado em 08/06/2022)

2) 05/04/2022 - Mulher de 72 anos (município notificado em 19/05/2022)

3) 11/04/2022 - Homem de 75 anos (município notificado em 12/07/2022)

4) 17/04/2022 - Adolescente (masculino) de 13 anos (município notificado em 26/04/2022)

5) 25/04/2022 - Mulher de 67 anos (município notificado em 25/05/2022)

 

Número de casos por bairro (em 24/05/2022):

Bairro Quantidade
Jardim do Cedro 340
Florestal 332
São Cristóvão 261
Centro 255
Moinhos 235
Montanha 193
Olarias 175
Moinhos D’Água 152
Conventos 149
Universitário 147
Santo Antônio 131
Bom Pastor 114
Americano 114
Campestre 113
Centenário 106
Santo André 104
Conservas 84
Planalto 70
São Bento 69
Morro 25 61
Igrejinha 59
Hidráulica 59
Nações 38
Floresta 26
Alto do Parque 24
Imigrante 22
Carneiros 16
Total 3.449


Onde procurar atendimento:

Quem tiver sintomas de dengue pode buscar atendimento em qualquer posto de saúde do município. Fora do horário de expediente dos postos, a orientação é buscar atendimento na UPA, que atende 24 horas nos 7 dias da semana.

 

Quando procurar atendimento:

Ao sentir os primeiros sintomas da doença, é importante manter o corpo hidratado, bebendo muita água ou soro caseiro. Se houver agravamento dos sintomas, é preciso buscar atendimento médico para tratamento. Casos muito graves podem requerer internação.

 

Prevenção:

Como o mosquito se reproduz em áreas com água parada, a prevenção mais eficiente para combater o mosquito é evitar que ele nasça, eliminando os locais com água parada:

- Comedouro e bebedouro dos animais domésticos – Esfregar e limpar todos os dias ao trocar a água

- Plantas como bromélias – O mais indicado é substituir por outros tipos de plantas que não acumulem água

- Caixa de água sem tampa – Manter tampados e usar telas milimétricas para cobrir. Esfregar o interior com água e sabão.

- Piscinas – Manter a água tratada com cloro e, se cobrir com lona, lembrar de colocar uma bola embaixo da lona para facilitar o escoamento da água

- Pneus com água dentro – Esvaziar e limpar. Usar areia para secar ou colocar seco em local coberto

- Garrafas, latas, embalagens, vidros – Esvaziar e esfregar. Manter apenas com tampa fechada. Descartar no lixo seco ou armazenar em local coberto

- Vasos sanitários sem uso – Esfregar e manter tampados

- Pratinhos de folhagens dentro e fora de casa – Tirar a água ou encher o pratinho com areia

- Lixo sem tampa – Esfregar e limpar. Usar tampa vedando para evitar água

- Calha de água – Remover folhas e materiais que impede o escoamento da água

- Ralos do pátio e dentro de casa - Colocar telinha milimétrica (pode ser uma peça de tule) para evitar que a fêmea entre para colocar ovos

- Plantas aquáticas – Trocar a água dos vasos e lavar com escova, água e sabão uma vez por semana

Outra medida é evitar que o mosquito pique, passando repelente em áreas expostas do corpo, instalando telas contra mosquitos, deixando portas e janelas fechadas e usando roupas compridas ou grossas.

 


de

0